Reunião na Fundação CASA para discussão das pautas da Campanha Salarial 2014 PDF Imprimir E-mail
Qui, 20 de Fevereiro de 2014 21:35

IMG 8440

Hoje, 20/02, a direção do Sitraemfa e Comissão de Trabalhadores eleitos em assembléia da categoria estiveram na Fundação CASA para primeira rodada de negociação da Campanha Salarial de 2014, com a direção da Instituição.

Foram levadas para mesa de negociação cinco cláusulas econômicas e cinco clausulas sociais e o restante da pauta abriu-se uma mesa de negociação permanente para essa discussão. Aa principais cláusulas discutidas foram: 13, 18, 30, 40 e a 41 e as econômicas 07, 08, 14, 02 e a 03.

Para a Cláusula 13 – DOS TURNOS DE TRABALHO, que trata da escala 24x72 a Fundação questionou a forma da implantação desta escala, que segundo seus estudos iria onerar a folha em 50 milhões. O Sindicato afirmou que o valor não estava condizendo com a realidade, mas que seria preparada uma tese para elucidar a questão. E no dia 25/02, haverá nova reunião para esmiuçar a escala 24x72, com a participação do dirigente sindical Francisco e o diretor do DRH, Cosme.

Da assistência médica e odontológica, que especifica a cláusula 18, o sindicato pontuou que o aumento na folha do servidor impactou em 47%, por vida, e ainda que o atendimento não está abrangendo a todos, principalmente nas regiões do DRS e DRO. A Fundação afirmou que semanalmente está se reunindo com a AMIL para buscar novos credenciamentos e que espera solucionar estes casos o mais breve possível. Maiores dúvidas entrar em contato, com a funcionária, Priscila da AMIL, que presta atendimento na Fundação CASA, telefone 11 2927 9010. Para a redução de valores a proposta é que a Fundação buscará junto ao Governo a redução do percentual na folha de pagamento.

Na Prevenção de Saúde do Trabalhador a Fundação se disse preocupada com a prevenção no ambiente de trabalho, que pretende participar dos eventos junto com o sindicato. A comissão de trabalhadores questionou o EPI, que são de baixa qualidade e que não atende as especificidades do trabalho.

Na cláusula 40 dos Agentes Educacionais, os trabalhadores pediram que os salários sejam equiparados ao do analista técnico. Segundo a Fundação CASA o impacto desta negociação seria de 8 milhões no ano, mas que levaria em consideração o pedido para ser encaminhado ao Governo.

Na jornada especial de trabalho a Fundação foi enfática ao dizer que não teria argumento para convencer o governo desta mudança e que neste item não teria como avançar. No entanto, a comissão de negociação e diretoria do sindicato farão tese para defesa das 30 horas.

No inicio das discussões das cláusulas econômicas a Fundação CASA afirmou que o Governo não estabeleceu nenhum parâmetro para negociação. Mas que há possibilidade de discussão com o Governo para o aumento do Vale refeição e que reconhece que o valor está abaixo do mercado. No entanto, ela afirma que não tem como atender o parágrafo único que o funcionário poderia receber até seis meses de vale-alimentação, ao se afastar por acidente de trabalho.

Das diárias, hospedagem e alimentação, que trata a cláusula 14, na qual os trabalhadores aprovaram que as UFESP’s sejam iguais para todos, independente de função. A Fundação afirmou que fará um estudo sobre este quesito.

Para o piso salarial a proposta será estudada em dois salários e meio, como era o vigente no acordo coletivo de 1995. No entanto, a Fundação se mostrou irredutível para o índice salarial de 53,63%, mesmo porque os 30% pedido pelo plano de saúde já foi questionado em outra cláusula, aqui discutida. A Comissão de negociação e Sindicato de comum acordo colocaram 23,63%, como proposta a ser encaminhada para o Governo do Estado. 

 

Expediente

Aldo Damião Antonio - presidente
presidencia@sitraemfa.org.br

 

João Faustino - diretor de comunicação
sec.imprensa@sitraemfa.org.br

 

Alessandra Cordeiro - assessoria de imprensa
imprensa@sitraemfa.org.br

Endereço

Sede:
Av. Celso Garcia, 4031, Tatuapé/SP 
Tel.: 11 2090 1850

Subsede Leste -
Rua Arlindo Colaço, 32 - Centro de São Miguel
tel: 11 2033 0150

Endereço:

Sub sede sul:
Rua Ada Negri, 127 - Santo Amaro
Tel: (11) 5641-0183