CUT/SP realizará 13ª Plenária Estatutária

13_plenaria_estadual_da_cut

Preocupada com a organização dos trabalhadores e a forma de financiamento sindical, a central traz como tema “liberdade e autonomia por uma nova estrutura sindical”.

Questões como sindicatos de base e organização no local de trabalho, eleições sindicais, sindicalização, negociação e contratação coletiva, o financiamento dos sindicatos e democracia serão abordados na 13º plenária estatutária da Central Única dos Trabalhadores do Estado de São Paulo que será realizada nos dias 24, 25 e 26 de agosto, na cidade de Guarulhos – região metropolitana de São Paulo.

Os trabalhos da atividade serão desenvolvidos no “Centro Cultural Adamastor” e contará com um publico de aproximadamente 400 pessoas, entre delegados e observadores.

O Secretário Geral da CUT/SP, Sebastião Cardozo, adianta que entre outros pontos a plenária irá resgatar o conceito do que é ser de fato um sindicato cutista. “Vamos debater diversos temas importantes, como conjuntura nacional e estadual, plano de lutas e estatuto, com destaque para o resgate da concepção cutista para compor uma nova cultura de política sindical e reforçar a necessidade de termos cada vez mais sindicatos organizados pela base”, enfatiza Tião.

O Presidente da CUT/SP, Adi dos Santos Lima, destaca a necessidade de aprofundar o debate sobre o fim do imposto sindical. “Temos que romper com essa arcaica estrutura de financiamento sindical que impede a prática de um legítimo sindicalismo no país e dá margem a criação de entidades sindicais sem representatividade”.

Homenagem

A CUT/SP batizou a sua 13º plenária de Flávio de Souza Gomes como forma de homenagear o ex-dirigente sindical cutista.

Flávio foi um dos fundadores do Sindsaúde (Sindicato que representa os Trabalhadores (as) da saúde no Estado de São Paulo). Na CUT/SP, foi Secretário de Organização e Política Sindical, e em 2009, eleito Secretário de Relações do Trabalho, atividade que não pode exercer devido ao seu falecimento em maio do mesmo ano.

O vice presidente da CUT/SP, Carlos Ramiro, lembra do amigo e militante aguerrido. Para Carlão, Flávio de Souza era sinônimo de trabalho e lealdade. “Como dirigente ele era muito solidário, não se preocupava só com sua categoria, mas em defender os trabalhadores dos mais diversos ramos, na cidade ou no campo. Também não posso deixar de destacar a sua capacidade de liderança e organização, fatores que os coloca entre os grandes dirigentes sindicais cutista”. Enfatiza Carlos Ramiro.

Em sua plenária estatutária a CUT Nacional também vai homenagear outro combativo dirigente sindical, Waldemar Pires, ex-presidente da Confederação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e da Madeira, falecido em abril de 2010.

 

CENTRO CULTURAL ADAMASTOR

AVENIDA MONTEIRO LOBATO, 734 - MACEDO - GUARULHOS/SP

CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA

ALEXANDRE GAMÓN - EMAIL. alexandre@cutsp.org.br / TEL. 2108-9162

 

 

13_plenaria_estadual_da_cut

Preocupada com a organização dos trabalhadores e a forma de financiamento sindical, a central traz como tema “liberdade e autonomia por uma nova estrutura sindical”.

Questões como sindicatos de base e organização no local de trabalho, eleições sindicais, sindicalização, negociação e contratação coletiva, o financiamento dos sindicatos e democracia serão abordados na 13º plenária estatutária da Central Única dos Trabalhadores do Estado de São Paulo que será realizada nos dias 24, 25 e 26 de agosto, na cidade de Guarulhos – região metropolitana de São Paulo.

Os trabalhos da atividade serão desenvolvidos no “Centro Cultural Adamastor” e contará com um publico de aproximadamente 400 pessoas, entre delegados e observadores.

O Secretário Geral da CUT/SP, Sebastião Cardozo, adianta que entre outros pontos a plenária irá resgatar o conceito do que é ser de fato um sindicato cutista. “Vamos debater diversos temas importantes, como conjuntura nacional e estadual, plano de lutas e estatuto, com destaque para o resgate da concepção cutista para compor uma nova cultura de política sindical e reforçar a necessidade de termos cada vez mais sindicatos organizados pela base”, enfatiza Tião.

O Presidente da CUT/SP, Adi dos Santos Lima, destaca a necessidade de aprofundar o debate sobre o fim do imposto sindical. “Temos que romper com essa arcaica estrutura de financiamento sindical que impede a prática de um legítimo sindicalismo no país e dá margem a criação de entidades sindicais sem representatividade”.

Homenagem

A CUT/SP batizou a sua 13º plenária de Flávio de Souza Gomes como forma de homenagear o ex-dirigente sindical cutista.

Flávio foi um dos fundadores do Sindsaúde (Sindicato que representa os Trabalhadores (as) da saúde no Estado de São Paulo). Na CUT/SP, foi Secretário de Organização e Política Sindical, e em 2009, eleito Secretário de Relações do Trabalho, atividade que não pode exercer devido ao seu falecimento em maio do mesmo ano.

O vice presidente da CUT/SP, Carlos Ramiro, lembra do amigo e militante aguerrido. Para Carlão, Flávio de Souza era sinônimo de trabalho e lealdade. “Como dirigente ele era muito solidário, não se preocupava só com sua categoria, mas em defender os trabalhadores dos mais diversos ramos, na cidade ou no campo. Também não posso deixar de destacar a sua capacidade de liderança e organização, fatores que os coloca entre os grandes dirigentes sindicais cutista”. Enfatiza Carlos Ramiro.

Em sua plenária estatutária a CUT Nacional também vai homenagear outro combativo dirigente sindical, Waldemar Pires, ex-presidente da Confederação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e da Madeira, falecido em abril de 2010.

 

CENTRO CULTURAL ADAMASTOR

AVENIDA MONTEIRO LOBATO, 734 - MACEDO - GUARULHOS/SP

CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA

ALEXANDRE GAMÓN - EMAIL. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / TEL. 2108-9162

 

 

Sitraemfa

Rua Gonçalves Crespo, 324 Tatuapé/SP
Tel: (11) 4324-5915
Horário de atendimento: 08h às 17h

 
 

Filiado a

CUT CNTSS