Comunicamos que entre os dias 30/10 à 20/11/2017 o sindicato está suspendendo as homologações. Retornando no dia 21/11 normalmente na sede e subsedes.

Para as homologações vencidas neste período de atividades e eleições sindicais as Entidades deverão realizar as homologações nos dias, na subsede Noroeste nos dias 22, 27 e 29, e nas demais: sede, subsede Sul e Leste II, nos dias 21, 23 e 28, sem multas ou acréscimos.

O Sindicato é o canal entre você e a luta pela ampliação dos seus direitos.  Retirando a força do Sindicato, você retira a luta diária que esses dirigentes fazem constantemente.

E diferente do que o patrão afirma, a Taxa Negocial é descontada uma ÚNICA VEZ, no valor de 3% do seu salário base, após a homologação da Campanha Salarial.

 SAIBA COMO FUNCIONA A TAXA NEGOCIAL

Durante a campanha salarial, que da REDE CONVENIADA, os dirigentes sindicais lutam pelo aumento salarial dos trabalhadores (a).

Neste período os dirigentes participam de várias rodadas de negociações com patronal que querem arrochar os direitos sociais e econômicos dos trabalhadores que estão na Convenção Coletiva de Trabalho, mas os dirigentes buscam sempre a manutenção e aumento dos direitos e dos salários de todos (as).

E todas as deliberações são levadas na Assembleia da categoria para aprovação.

Após a assinatura entre as partes (Sitraemfa e Sinbfir), da Convenção Coletiva acontece o desconto da TAXA NEGOCIAL, em uma única parcela de 3% do seu salário base. 

Para aqueles trabalhadores que não concordam com este desconto deverão fazer a NEGATIVA À TAXA NEGOCIAL, que poderá ser entregue a partir desta segunda-feira, 30/10 à 03 de novembro de 2017, 9h às 12h30 e das 13h30 às 16h, na sede do sindicato (Rua Gonçalves Crespo, 324- Tatuapé).

O trabalhador deverá comparecer pessoalmente, com carta de próprio punho, em duas vias e documento de identificação com foto, para fazer a negativa da taxa. Este documento não será aceito pelo correio, nem tão pouco de terceiros.  E o trabalhador deverá dar ciência ao RH da organização para não proceder o desconto da taxa.

À Direção

Dia, 24/06/2017 foi realizada a primeira assembleia dos trabalhadores, para a votação a acerca do pleito do reajuste salarial, além de outros requerimentos.

No dia 27/06/2017 foi encaminhado o primeiro ofício aos órgãos competentes sobre os requerimentos da categoria. Como não houve retorno, no dia 23/08, o SITRAEMFA oficiou o Sindicato Patronal objetivando a resposta dos pedidos formulados.

Dia 25/08, o SINBFIR retornou oficio informando, que a assembleia patronal respondeu que o reajuste seria de ZERO PORCENTO.

No dia 02/10/2017, novamente o SINBFIR informa que não há qualquer proposta para o reajuste ou contemplação dos Benefícios.

O SITRAEMFA convoca nova assembleia, 07/10/2017 para informar a categoria acerca da devolutiva do patronal SINBFIR, sendo informado à categoria sobre as respostas do patronal.

Nesta assembleia foi votado pela aceitação mínima do INPC ou outro índice de inflação se houvesse acordo, informando ainda sobre a mediação para o dia 10/10/2017, no Ministério Público do Trabalho. Após essa mediação se não houvesse acordo, o sindicato instauraria o dissídio coletivo com indicativo de estado de greve para o dia 26/10.

No dia 10/10/2017, foi realizado no MPT audiência de mediação,  levando o SITRAEMFA aos órgãos competentes todos os pedidos da categoria,nesta mesma audiência o patronal reinterou a informação do reajuste de zero porcento.

O SITRAEMFA com a nova negativa ajuizou dissídio coletivo junto ao Tribunal Regional do Trabalho, 2 Região, sendo marcado audiência para o dia 24/10/2017, na qual o SITRAEMFA buscava a contemplação de todos os pedidos votados em assembleia. Novamente o SINBFIR reiterou a proposta de ZERO PORCENTO.

Com a intervenção do desembargador, o sindicato patronal ofertou reajuste de 2,55%, bem como a manutenção das clausulas já existentes e acréscimo de plano de saúde odontológico com a co-participação do empregado 70%.

Após a negativa do SITRAEMFA e de muitas negociações, com a intervenção do desembargador foi finalizado a recomposição salarial de 2,80%, bem como a concessão do plano odontológico com a co-participação de 40% a cargo do trabalhador, sendo este facultativo a aceitação do empregado.  

Mediante essa negociação e acordo coletivo, que finalizou com a manutenção das clausulas existentes e recomposição salarial foi suspenso o estado de greve, tendo em vista a deliberação da assembleia dos trabalhadores.

Hoje, (24/10) foi realizada audiência do Dissídio Coletivo 2017 da categoria da Rede Conveniada, no Tribunal Regional do Trabalho, apesar do posicionamento negativo do sindicato patronal, conseguimos através de acordo o reajuste salarial de 2,8% retroativo a data de primeiro de julho.

Neste Acordo também fechamos o direito a um plano odontológico para todos os trabalhadores que queiram aderir, os empregadores (Entidades) arcarão com 60% do custo e os trabalhadores 40%.

Esta proposta é opcional ao trabalhador e passará a vigorar a partir da assinatura desta Convenção Coletiva.

As clausulas anteriores serão mantidas. Vale ressaltar que a inflação deste período foi de 2,55%. 

ELEVAR

Professor, “sois o sal da terra e a luz do mundo”.
Sem vós tudo seria baço e a terra escura.
Professor, faze de tua cadeira,
a cátedra de um mestre.
Se souberes elevar teu magistério,
ele te elevará à magnificência.
Tu és um jovem, sê, com o tempo e competência,
um excelente mestre.

Meu jovem Professor, quem mais ensina e quem mais aprende?
O professor ou o aluno?
De quem maior responsabilidade na classe,
do professor ou do aluno?
Professor, sê um mestre. Há uma diferença sutil
entre este e aquele.
Este leciona e vai prestes a outros afazeres.
Aquele mestreia e ajuda seus discípulos.
O professor tem uma tabela a que se apega.
O mestre excede a qualquer tabela e é sempre um mestre.
Feliz é o professor que aprende ensinando.
A criatura humana pode ter qualidades e faculdades.
Podemos aperfeiçoar as duas.
A mais importante faculdade de quem ensina
é a sua ascendência sobre a classe
Ascendência é uma irradiação magnética, dominadora
que se impõe sem palavras ou gestos,
sem criar atritos, ordem e aproveitamento.
É uma força sensível que emana da personalidade
e a faz querida e respeitada, aceita.
Pode ser consciente, pode ser desenvolvida na escola,
no lar, no trabalho e na sociedade.
Um poder condutor sobre o auditório, filhos, dependentes, alunos.
É tranquila e atuante. É um alto comando obscuro
e sempre presente. É a marca dos líderes.

A estrada da vida é uma reta marcada de encruzilhadas.
Caminhos certos e errados, encontros e desencontros
do começo ao fim.
Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.
O melhor professor nem sempre é o de mais saber,
é sim aquele que, modesto, tem a faculdade de transferir
e manter o respeito e a disciplina da classe.

 

Cora Coralina

A direção do SITRAEMFA informa que a aubsede Noroeste suspenderá estará fechada a partir das 12hs, em função de atividades sindicais

Hoje, 28/09/2017 a Comissão Eleitoral que está coordenando as eleições do SITRAEMFA informou o indeferimento do registro das Chapas 2 encabeçada por Aline Louise e Chapa 3 encabeçada pelo professor Antonio Sergio, e o deferimento da Chapa 1 encabeçada por Aldo Damião.

 

Hoje, 28/09/2017 a Comissão Eleitoral que está coordenando as eleições do SITRAEMFA informou o indeferimento do registro da Chapa 2 encabeçada por Aline Louise e Chapa 3 encabeçada pelo professor Antonio Sergio, e o deferimento da Chapa 1 encabeçada por Aldo Damião.

Em ata, a comissão relatou aos representantes das chapas, que o prazo para inscrição das mesmas, conforme o Edital publicado em 21 de setembro encerrou no dia 26 do mesmo mês, a chapa 1 “RESISTIR E LUTAR” inscreveu-se dia 22 e a chapa 2 “OPOSIÇÃO UNIFICADA” e chapa 3 “RENOVAÇÃO E LUTA“ no dia 26 a partir das 16:30, portanto no último dia do prazo. A comissão eleitoral segue as normas que regem o Estatuto Social da entidade e o Edital de convocação das eleições, no qual, entre outros itens, obriga que a chapa indique corretamente nomes, dados pessoais, assinatura dos candidatos em fichas individuais e também que apresentem copia da Carteira de Identidade, requisitos indispensáveis para que o setor de cadastro do SITRAEMFA possa averiguar possíveis irregularidades ou impeditivos da inscrição dos candidatos.  

A chapa 2 encabeçada por Aline Louise e a chapa 3 encabeçada pelo professor Antonio Sergio tiveram problemas na apresentação dos seus documentos, a chapa 2 inscreveu 51 nomes, 5 além do permitido, sendo que um candidato não tinha documentação. A chapa 3 apresentou alguns candidatos sem cópia do RG ou sem assinatura na ficha de qualificação.

A Comissão Eleitoral entendendo as dificuldades das duas chapas e, com a concordância da fiscal da chapa 1, abriu um dia de prazo para que pudessem sanar as irregularidades (o estatuto fala em dois dias, desde que não ultrapasse o último dia de prazo para inscrição, ou seja, dia 26/09, portanto, tecnicamente não havia mais prazo).

No fim do dia 27, os representantes das chapas estiveram no sindicato e promoveram as alterações que julgaram pertinentes. Na manhã do dia 28 foram enviadas pela comissão eleitoral as listas das três chapas para os setor de cadastro do Sitraemfa, que detectou problemas em seis candidatos da chapa 2 “OPOSIÇÃO UNIFICADA” e  dez candidatos da chapa 3 “RENOVAÇÃO E LUTA“, até  um não sócio constava entre os candidatos, além de problemas com débitos nas mensalidades ou prazo de filiação inferior há 12 meses. Nos dois casos, as chapas, por conta das impugnações, não atingiram o mínimo de 90% dos componentes para registro e, também não atingiram a cota de gênero, que seria no caso, mínimo de 13 mulheres.

A comissão em posse dos documentos comprobatórios disponibilizou cópias aos representantes das chapas para, caso queiram, tomar medidas que acharem cabíveis.

Hoje, 29/09 foi veiculado no Jornal Diário de São Paulo o edital com Chapa 1 – “RESISTIR E LUTAR”, encabeçada por Aldo Damião Antonio e abre o prazo de 3 dias para eventuais impugnações.

No dia 26 de setembro, às 17hs finalizou o processo para inscrição e registro de chapas que disputarão a direção do SITRAEMFA no próximo triênio.

Foram inscritas as Chapas: Resistir e Lutar (1) encabeçada por Aldo Damião Antonio, Oposição Unificada (2) tendo como presidente Aline Louise Salvador; na Chapa (3) Renovação e Luta encabeçada por Antonio S. Eduardo foram encontradas irregularidades e tiveram o prazo de dois dias para regularização.

O prazo de impugnação das chapas ocorrerá em até três dias após a publicação do edital, onde constarão os nomes e cargos de todos ocupantes das chapas.

 

Hoje, 22/09 teve inicio o processo eleitoral no SITRAEMFA, a partir desta data até o dia 26 de setembro, os candidatos que irão concorrer ao pleito deverão encaminhar suas documentações à comissão eleitoral.

E a primeira a ser inscrita foi a chapa 1- Resistir e Lutar, encabeçada pelo atual presidente, Aldo Damião Antonio.

As inscrições e registro das chapas compostas por 46 candidatos deverão ser feitas na sede do SITRAEMFA, (rua Gonçalves Crespo, 324 – Tatuapé), das 9hs às 17hs.

O registro deverá ser feito na presença do Presidente da Comissão Eleitoral, facultando a presença dos outros membros da Comissão Eleitoral, devendo a chapa preencher e manter candidatos em, no mínimo 90% (noventa por cento) dos cargos necessários.

Sitraemfa

Rua Gonçalves Crespo, 324 Tatuapé/SP
Tel: (11) 4324-5915
Horário de atendimento: 08h às 17h

 
 

Filiado a

CUT CNTSS